07 de junho de 2018
Comunicado do Sindicato dos Laboratórios de Análises Clínicas, Patologia e Citologia do Estado do Paraná (SINLAB/PR)

Comunicado do Sindicato dos Laboratórios de Análises Clínicas, Patologia e Citologia do Estado do Paraná (SINLAB/PR)

 

Londrina, 07 de Junho de 2018.

Prezados Srs. Proprietários e representantes,

Já foram iniciadas as negociações coletivas com os respectivos sindicatos de empregados de todas as regiões do Estado, excetuando-se àquelas em que o sindicato laboral não tenha enviado Pauta de Reivindicações dos Trabalhadores.

Ocorre que, por algumas divergências entre os interesses das partes, as negociações tendem a se arrastarem por alguns meses durante este ano de 2018, ultrapassando a data-base (01/05/2018).

Tais divergências ocorrem por razões diversas, ora por pedidos de reajustes, pela entidade laboral, com índices bem superiores à inflação, ora por exigências de implantação de benefícios, tais como Vale/Auxílio Alimentação, em regiões que ainda não possuem ou, ainda que possuam, o pedido de reajuste é também superior aos valores razoáveis, os quais, é de conhecimento de todos, inviabilizaria a continuidade da atividade da maioria das empresas ou, no mínimo, ocasionariam demissões em massa.

Não obstante, o SINLAB/PR vem trabalhando com bastante afinco e dedicação nestas questões, negociando e tentando convencer a classe laboral de que pior do que não ter benefícios (VA por exemplo) ou reajustes acima dos índices inflacionários, é não ter um instrumento coletivo no qual se basear para uma relação saudável entre empregados e empresas.

Ocorre que o insucesso nas negociações também se deve ao fato de que a maioria das empresas da categoria não participa das discussões e negociações, simplesmente sequer comparecendo às assembleias designadas para este fim, mesmo com as insistentes convocações pelo SINLAB/PR.

Quem perde mais com esta falta de representatividade e apoio são as empresas, pois o funcionário insatisfeito consegue um emprego melhor (ou permanece na busca de tal), não “vestindo a camisa” do laboratório, sempre insatisfeito com sua remuneração e condições de trabalho. A empresa não tem saída.

Diante disso, renovamos por este o nosso pedido para que as empresas da categoria em comento participem mais das negociações coletivas e dos interesses comuns da categoria, auxiliando o SINLAB/PR na busca de melhorias para o setor.

No entanto, para que se evite a geração de passivo trabalhista, em caso de sucesso tardio nas negociações, no sentido de haver a necessidade de pagamentos retroativos à data base, SUGERE o SINLAB que as empresas concedam antecipação de reajuste na data-base, considerando, ao mínimo, os índices inflacionários do período (INPC últimos 12 meses, abr/18 = 1,69%).

Importante frisar que tais antecipações sejam registradas em holerites como “ANTECIPAÇÃO DE REAJUSTE CCT”, para que não seja entendido como reajuste por mera liberalidade da empresa, o que obrigaria novo aumento quando da conclusão das negociações.

Agradecemos a atenção e compreensão de todos e aproveitamos para pedir que atualizem seus cadastros (telefones e e-mails) junto aos SINLAB/PR, pelo telefone 43 3324-7834 e/ou e-mail: michelle@sinlabpr.com.br

Atenciosamente,

 

Carlos Roberto Audi Ayres

PRESIDENTE do SINLAB/PR

Comunicado do Sindicato dos Laboratórios de Análises Clínicas, Patologia e Citologia do Estado do Paraná (SINLAB/PR)

Deixa o seu comentário